O Brasil é um país onde existe culto aos políticos, mas denegrir quem produz riqueza gera uma enorme audiência. Da onde eu tirei isso? Você já deve ter lido uma série de textos sobre empreendedores de palco, gurus digitais, life coach e outras gírias nerds! Como entendo que ganhar dinheiro muda a realidade de um país, me senti na obrigação de escrever um contra texto no objetivo de racionalizar e explicar tanta desinformação na moda preferida do Brasil: odiar empresários.

Vivemos em um país miserável e desigual mas que, ao invés de apostar na prosperidade como solução, continuam denegrindo o empreendedorismo. Por quê?

“A ignorância em economia é diretamente proporcional a crença de que o socialismo não tem influência na sua vida.”

O Brasil é um país avesso ao risco, que por sinal é a base da inovação e da própria evolução do mercado. Isso ocorre por um motivo simples: o abuso de poder público no sistema tributário. Você sabia que um funcionário médio paga em torno de 85% impostos por mês? Isso mesmo, se você ganhar R$ 1000, terá o poder de compra de apenas R$ 300! O que? Como assim Roberto, essa conta não faz sentido!? Quer entender essa maluquice estatal? Assista ao vídeo abaixo:

 

Nessa eterna busca pela felicidade, nós brasileiros só encontramos refúgio para garantir nosso sustento no estado.

Jeitinho brasileiro

Os impostos podem afetar o caráter dos brasileiros? Com certeza, pense assim, se um funcionário coloca no bolso apenas 15% do seu esforço mensal, você acredita que ele vai procurar uma alternativa financeira honesta ou desonesta? Te faço outra pergunta, o que vem primeiro: a burocracia ou a corrupção? A busca pela vida fácil é uma consequência óbvia da manipulação da economia.

Por pura ignorância (mais uma vez) vamos culpar o inimigo errado, vamos culpar o mercado (consumidor). O estado manipula a realidade com o jornalismo (grande mídia).

Quem é o culpado de verdade?

A evolução do mercado é a tecnologia, que tem como objetivo facilitar a vida humana. Isso significa que um trabalho só é útil para um país quando ele torna a sua vida mais fácil. Então te pergunto mais uma vez, empregos públicos tornam a vida das pessoas mais fácil ou mais difícil? Na verdade, um serviço que não ajuda a melhorar o mundo é mais uma forma de inflação, pois no fundo é a produção de dinheiro podre (sem valor).

Então quer dizer que todo servidor faz um desserviço a humanidade?

Todo e qualquer serviço público é um serviço antes de mais nada. Mesmo que um serviço gratuito sempre cause uma anomalia econômica (papo para um outro livro), todo servidor que atende uma demanda REAL está contribuindo positivamente para comunidade, como por exemplo: um lixeiro, médico, policial, bombeiro e etc. Porém, isso corresponde há um número mínimo de servidores. A enorme maioria (mais bem paga inclusive) existe para criar ou cobrar burocracia (um desserviço para todos), esses vamos chamar de SERVIDORES DE PALCO!

Em um país com as nossas características é natural que apareçam diversos Mister M (o mágico da TV que desmascara outro mágico) no empreendedorismo, que por pura ignorância não compreendem que atender uma demanda (como o mercado faz) é muito mais importante do que a destruição dela (como o estado faz). Claro que existem golpes para todos os lados e vários empreendedores podem não gerar valor, mas nunca se esqueça que quem decide isso é o consumidor.

Como criticar um produto ou serviço que você nunca consumiu?

Esse texto foi criado para alertar jovens e adultos que essa horda de invejosos atuam contra mercado. Em sua maioria são formados por indivíduos que fracassaram na busca por capital e encontraram refúgio no estado pai. Muitas vezes sem perceber,  são apenas mais uma faceta do socialismo.

Moral da história…

Aprenda a admirar quem produz riqueza e só faça critica daquilo que você já comprou. O mercado vive de reputação e denegrindo pessoas que você não consome só estará sendo mais um idiota com uma enorme chance de ser processado. Ao invés de olhar o empreendedorismo com maus olhos, é mais inteligente estudar o peso do estado e o deficit que ele causa em inovação com seus empregos públicos. Esse sim é o principal e mais danoso palco do brasil: o servidor de palco! 

Quanto mais desigual e travado economicamente um país, maior será seu ódio aos empreendedores. Esse é um movimento mundial e milenar, que tem como objetivo apenas o controle estatal da economia. Não seja mais uma marionete do sistema.

Att.

Roberto Pantoja